• Sindicato dos Produtores Rurais de Montes Claros

Sindicato Rural apresenta demandas a deputado


O presidente do Sindicato Rural de Montes Claros, José Avelino Pereira Neto, recebeu nesta sexta-feira, 25 de fevereiro, o deputado Zé Silva (Solidariedade). Na pauta do encontro, demandas importantes e preocupações dos produtores rurais da região. Entre eles, o crédito rural, a crise hídrica e a questão da “Lei da Mata Seca”, como é chamada a Lei Federal 11.428/2006, regulamentada pelo Decreto 6.660/2008 e a Lei Estadual 14.309/2002, que define a Mata Seca como um dos ecossistemas especialmente protegidos do Estado e estabelece o desmate zero.


O engenheiro florestal Juvenal Mendes explica que esse é um dos principais entraves para o desenvolvimento da região. “Por causa dos extensos períodos de estiagem que assolam a região, a Lei contribuiu para a perda de pastagens e a transformação das terras em capoeiras, não podendo o produtor fazer uso alternativo do solo”, diz. Ele conta que, com os efeitos a longo prazo, aos poucos os rebanhos da região foram sendo reduzidos e, com o impedimento da implantação de projetos agropecuários nas propriedades, o valor das terras também diminui a cada ano.


“É um tema que temos discutido e levado aos representantes sempre que há oportunidade. Precisamos que essas medidas sejam revistas para que nossa região se desenvolva”, reforça o presidente do Sindicato Rural. A Lei, somada a crise hídrica – uma constante na região – e a dificuldade de renegociação das dívidas rurais, resultado das dificuldades enfrentadas pelos produtores, tornam a situação do produtor rural norte-mineiro muito delicada.


“Queremos continuar produzindo, cada vez com mais qualidade, e atingir todo nosso potencial. Mas, para isso, precisamos que os nossos representantes tenham mais atenção e dedicação às questões apresentadas”, diz o presidente.


Outro tema importante levantado foi a construção de barragens e barraginhas, terraços e outras ações, como a recuperação de pastagens, tema defendido pelo presidente do comitê da bacia hidrográfica Rio Verde Grande e professor Flávio Gonçalves. Além disso, também foi discutida pelo grupo a situação do crédito rural, bem como a renegociação das dívidas, que se agravam com os problemas regionais.


O deputado Zé Silva aproveitou o encontro para apresentar aos presentes os projetos mais recentes, bem como para falar sobre a atuação da Frente Parlamentar Agropecuária. "A questão do crédito rural é uma dos cinco itens prioritários na pauta da FPA neste ano", contou ele, indicando alinhamento entre as demandas dos produtores e o trabalho parlamentar. Zé Silva também se comprometeu a retornar para um novo encontro e discutir outros assuntos do interesse da classe, que não puderam ser destacados durante a reunião.


O presidente do Sindicato Rural de Francisco Sá, Igor Guimarães, da Sociedade Rural, José Moacyr Basso, além da diretoria do Sindicato Rural de Montes Claros, marcaram presença no encontro, que também reuniu o gerente regional da Emater-MG, José Arcanjo, e o coordenador regional Luiz Aroldo Oliveira.

195 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo