FAEMG promove encontro com presidentes de sindicatos rurais em Montes Claros


O cenário político e os rumos da economia brasileira estiveram no centro do debate durante o Encontro Regional de Presidentes de Sindicatos de Produtores Rurais, realizado nessa quinta-feira (19), em Montes Claros.

O Presidente do Sistema FAEMG, Roberto Simões, falou para 38 líderes rurais do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha, sobre temas gerais para o agronegócio – como o recém-lançado Plano de Safra, a necessidade de criação de fundo sanitário estadual, a violência no campo e o Cadastro Ambiental Rural (CAR) – e questões próprias do semiárido, como o endividamento dos produtores em função da seca e a MP 707, alternativas para reserva de água e desenvolvimento de forragens resistentes ao clima local.

A poucos meses da realização de eleições municipais, a importância de escolher bons representantes, dispostos a ouvir os produtores e atuar pela causa rural, foi reforçada: “A região de vocês é especial, com uma agropecuária diferenciada em função do clima e que precisa de programas especiais. Precisa poder contar com uma representação muito forte para conseguirmos soluções permanentes e não apenas paliativos”, afirmou o presidente da FAEMG.

Apesar dos entraves, ele destacou que as perspectivas são positivas e que o agronegócio continuará a ser cada vez mais a grande vocação brasileira e, sobretudo, mineira: “Enquanto todos os setores enfrentam forte crise, o agronegócio continua apresentando números positivos. Só no último ano, gerou 42% de toda a renda do estado. E vai continuar sendo assim”.

Segundo Roberto Simões, o crescimento da população mundial nos próximos anos, demandará uma produção de alimentos 40% maior que o total atual para atender demanda: “Mercado haverá de sobra. Mas para conseguirmos atender tamanha demanda, será preciso ajustar ações do setor produtivo, o uso de tecnologia e a questão política, para que possamos progredir, produzindo alimentos de boa qualidade e preço razoável e gerando emprego e renda em Minas Gerais”.

Para o presidente do Sindicato Rural de Montes Claros e vice-presidente da FAEMG, Ricardo Laughton, o encontro foi importante para reforçar demandas e articular melhorias para a região. “Temos a oportunidade de nos reunir para discutir problemas e encontrar soluções, com a ajuda e apoio da diretoria da nossa Federação, uma das mais fortes do país quando o assunto é obter resultados para o homem do campo”, explica Laughton.

Ele destacou como principais demandas da região a criação de políticas públicas voltadas à acumulação de agua, bem como o desenvolvimento genético de uma gramínea mais resistente ao semiárido: “Sabemos do esforço que a FAEMG tem feito conosco nesse sentido. E precisamos continuar nesse luta junto ao governo estadual e à Epamig, porque sinceramente não vemos outras alternativas pra nossa região, tão voltada à pecuária extensiva”.

Encontro de presidentes

O evento integra uma série de oito encontros regionais de Presidentes de Sindicatos Rurais promovidos pela FAEMG em diferentes regiões do estado. O ciclo teve início por Uberlândia (5/5), e Montes Claros (19/5). Os próximos encontros serão realizados em Manhuaçu (10/6), Governador Valadares (30/6), Sete Lagoas (21/7), Patos de Minas (28/7), Juiz de Fora (4/8) e Varginha (25/8).

Na avaliação de Roberto Simões, “os encontros regionais são oportunidade de estreitarmos o diálogo com os sindicatos, debatendo a situação atual do setor, trazendo mais informações sobre o trabalho que estamos desenvolvendo e, ao mesmo tempo, ouvindo as demandas locais para, juntos, buscarmos soluções e o fortalecimento do agronegócio mineiro”.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Procurar por tags