Encontro Técnico elabora plano de ação para produção de palma forrageira


Ajudar os produtores do Norte de Minas,Vale do Jequitinhonha e Mucuri a manter a alimentação dos seus rebanhos em época de seca, como a enfrentada nos últimos anos na região. Este é o objetivo de trabalho do Comitê Gestor do Projeto Palma Forrageira, formado por várias instituições de apoio a agricultura e pecuária. Realizado em parceria, o projeto vai fomentar a pesquisa,a formação de técnicos especializados no assunto e o plantio da cultura para suprir as necessidades de alimentação do rebanho, quando se fizer necessário, possibilitando a viabilidade de mais uma alternativa de alimentação do rebanho. No primeiro Encontro Técnico do Comitê Gestor, realizado no último dia 08 em Montes Claros, com a participação de pesquisadores e técnicos da Faemg/Senar, Epamig, Embrapa, Emater, UFMG, IFNMG de Januária, Unimontes, Codevasf, Sicoob, SEBRAE, Sindicatos Rurais de Montes Claros e Januária, Prefeitura de Januária, Comitê da Bacia do Rio Verde Grande e Lac Consultoria de Projetos Rurais, foram apresentados os trabalhos desenvolvidos pelas instituições com a palma forrageira na região, elaborado plano de ação de trabalho em conjunto das instituições e discutido o Termo de Cooperação de trabalho das mesmas. A falta de alimentação para o gado foi a grande responsável pela queda na produção de leite em cerca de 60% e na diminuição do rebanho no Norte de Minas, que já foi de cerca de 3 milhões e 600 mil cabeças e hoje está reduzido a cerca de 2 milhões e 200 mil. As pastagens também foram perdidas em quase 100% e o plantio de milho, que ajudava na alimentação do gado, em cerca de 80%, segundo dados da Emater e IMA. Dentre os trabalhos desenvolvidos, a Epamig, Emater, Embrapa e Unimontes apresentaram ações realizadas em parceria em municípios da Serra Geral e Vale do Jequitinhonha. Desde 2008, desenvolvem pesquisas com a participação de pequenos produtores em unidades de multiplicação de mudas e experimentação, mas enfrentam problemas para manter os estudos por falta de recursos financeiros e pela própria falta de conhecimento dos produtores. Segundo o coordenador de FPR do Senar Minas, Luiz Ronilson Paiva, neste trabalho, a integração das instituições é de grande importância para canalizar esforços e potencializar o trabalho e o desenvolvimento do plano de ação conjunto, a fim do desenvolvimento social e econômico A assessora técnica de negócios da Faemg, Aline Veloso, também destacou a parceria das instituições para a retomada do agronegócio regional. A próxima reunião de trabalho do Comitê, está marcada para o dia 07 de março.

ALGUMAS PROPOSTAS DO PLANO DE AÇÃO CONJUNTO: - Definição da finalidade do Projeto Palma Forrageira; - Buscar apoio do Governo de Minas, através da Seapa e apoio junto a Assembléia Legislativa de Minas Gerais; - Estruturação do Termo de Cooperação entre as instituições do Comitê Gestor para assinatura dos superiores das entidades; - Capacitação de instrutores do Senar Minas para ministrar cursos e treinamentos de produtores e trabalhadores Rurais; - Busca para viabilização de financiamentos para o desenvolvimento de 12 subprojetos sobre palma forrageira; - Visitas técnicas em campos de pesquisa em Itapetinga e Guanambi; - Realização de Dia de Campo para produtores, sobre alternativa de alimentação animal; - Produção de informe agropecuário, dentre outras.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Procurar por tags