Produtores já podem agendar georreferenciamento


Procedimento é obrigatório para propriedades com mais de 100 hectares

Em parceria com o Instituto Antônio Ernesto de Salvo (INAES), o Sindicato Rural de Montes Claros deu inicio a implantação do projeto piloto de georreferenciamento, conforme normas e procedimentos exigidos pelo INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). A proposta já foi apresentada aos produtores da região.

A entidade deu início ao agendamento para o procedimento. "O georreferenciamento consiste na definição da forma da propriedade, dimensão e localização, por meio de métodos topográficos e apresenta os limites, as características e as confrontações da área, através de memorial descritivo", explica o presidente do Sindicato Rural e vice-presidente da FAEMG, Ricardo Laughton.

Para realizar o agendamento, o produtor interessado deve procurar o Sindicato Rural e apresentar os dados da propriedade rural, assim será possível fazer um orçamento e esclarecer dúvidas sobre o processo. "O procedimento é obrigatório para propriedades acima de 100 hectares, para a realização de transações de venda, sucessão e financiamentos bancários", destaca Laughton.

O projeto de georreferenciamento iniciado pelo Sindicato Rural busca evitar transtornos para o produtor rural, que muitas vezes perde tempo ao procurar o cartório sem os documentos necessários, ou mesmo por divergências nas exigências dos mesmos. O produtor que tiver interesse em realizar o georreferenciamento do seu imóvel rural pode entrar em contato o Sindicato pessoalmente ou por meio do telefone (38) 3215-1058.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Procurar por tags