PM mostra à FAEMG projeto inovador


O comandante da 10º Região da Polícia Militar de Patos de Minas, coronel Jarbas de Sousa Silva, apresentou à diretoria da FAEMG o projeto piloto implantado no Alto Paranaíba, para diminuir a violência na zona rural. Adotado desde 2012 na região de Patrocínio (onde estão mais de cinco mil propriedades rurais), a metodologia, com a ajuda da informática, possibilita à PM atuar com mais agilidade e precisão no atendimento às ocorrências. Todas as propriedades foram georreferenciadas e os dados cruzados com a malha viária da região. O resultado é tão positivo que, de acordo com o coronel Jarbas, as incidências diminuíram em cerca de 40% no ano passado em relação aos anos anteriores. O presidente da FAEMG, Roberto Simões, manifestou apoio para que o trabalho seja replicado em outros municípios do estado e reafirmou o compromisso da entidade com ações que minimizem a violência no campo. Ele destacou ainda que a própria FAEMG vem fazendo estudos para elaboração e adoção de estratégias que possam auxiliar nesse objetivo. Segurança no Campo Neste ano, em Montes Claros, A Sociedade Rural e o Sindicato dos Produtores Rurais realizaram uma reunião técnica com o tema ‘Segurança no Campo'. A ideia foi de fomentar o debate sobre os altos índices de as

saltos, furtos, a violência e a insegurança, na zona rural, que têm crescido assustadoramente na região. Representantes das Polícias Militar, Civil e Federal e o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) também participaram do encontro. Ainda no primeiro semestre de 2017 a FAEMG assinou termo de compromisso com a Trust Consultoria e Soluções em Segurança, para a implementação de ações de combate à criminalidade na zona rural de Minas Gerais. Segundo o presidente do Sistema FAEMG, Roberto Simões, o termo é uma ação complementar ao trabalho desenvolvido pelo Estado, que não consegue atender totalmente à demanda dos produtores rurais por segurança. “As reclamações são frequentes. Queremos criar espírito de segurança nas pessoas, além de orientar os produtores, e, assim, conseguirmos coibir a criminalidade no campo”, afirmou. De acordo com o presidente do Sindicato Rural e vice-presidente da FAEMG, Ricardo Laughton, as iniciativas são importantes, mas é de extrema importância a participação do produtor. "Precisamos nos conscientizar da necessidade de informar a Polícia Militar sobre as ocorrências. Muitos assaltos acontecem sem que as autoridades tomem conhecimento, e isso prejudica a ação policial. O primeiro passo, ao ser vítima desses crimes, é informar a PM e, logo em seguida, o Sindicato Rural da sua cidade", explica. As informações levantadas pelos Sindicatos será utilizada para que a empresa contratada auxilie na elaboração de um plano de ação para a melhoria da segurança no campo.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Procurar por tags