Entidades se reúnem para discutir ações do Palmas para Minas


Na tarde da última terça-feira, 2 de abril, o Sistema FAEMG/SENAR promoveu reunião com representantes da Emater-MG, Fundetec, Unimontes, Sicoob Credinor, Embrapa e Epamig para discutir o andamento e as próximas ações do programa Palmas para Minas. Lançado em 2017 na cidade de Montes Claros, o Palmas para Minas visa fomentar o uso da palma forrageira como alternativa de alimentação animal, com o propósito de reduzir os custos de produção - ou até mesmo viabilizar a pecuária - em regiões atingidas pela estiagem. O analista de agronegócio do Sistema FAEMG/Senar, Caio Coimbra, reforçou a necessidade de incentivar o cultivo da palma. De acordo com ele, ainda existe muito preconceito com a utilização da palma para alimentação animal no semiárido mineiro. Entretanto, é preciso uma mudança na mentalidade dos produtores. "Estamos prospectando uma máquina para plantio da palma, com foco no produtor de pequeno porte. Acreditamos que este pode ser um grande facilitador no processo do cultivo", revela Caio. As entidades buscam, atualmente, uma forma de viabilizar o desenvolvimento, fabricação e distribuição da máquina. Dia de Campo Outro tema discutido durante a reunião foi o Dia de Campo que será promovido no próximo dia 30 de abril, no Campo Experimental do Sindicato Rural de Montes Claros, com o objetivo de divulgar o andamento da pesquisa e apresentar os resultados já existentes do projeto Forrageiras para o Semiárido. O evento, aberto aos produtores rurais, pesquisadores, técnicos e acadêmicos interessados, deve receber cerca de 120 participantes. As inscrições serão feitas no Sindicato Rural de Montes Claros. Paisagens Rurais Durante a reunião, o gerente regional do Senar Minas em Montes Claros, Dirceu Martins, aproveitou para apresentar aos parceiros o Projeto Paisagens Rurais, que será lançado nesta quarta-feira (3/4), em Brasília. O Projeto vai capacitar e prestar Assistência Técnica e Gerencial a quatro mil produtores rurais de oito estados mais o Distrito Federal, com foco na recuperação ambiental produtiva do Bioma Cerrado e na geração de renda. A iniciativa é coordenada pelo Serviço Florestal Brasileiro e pelo Ministério da Agricultura. Tem como parceiros a Agência de Cooperação Técnica Alemã - GIZ, o Senar, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), por meio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e a Embrapa. O projeto tem apoio do Banco Mundial. Outro convite foi feito pelo pesquisador da Embrapa, Fredson Ferreira Chaves, para a 12ª Semana de Integração Tecnológica de 20 a 24 de maio deste ano, com o tema Bioeconomia na Agropecuária: do Conhecimento à Inovação, uma realização da Emater-MG, Epamig e Embrapa, com apoio de várias entidades, incluindo o Sistema FAEMG/SENAR, pela primeira vez na organização.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Procurar por tags